PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

acontece

24 de outubro de 2014

A rede de lojas de material de construção Tumelero enxergou uma oportunidade na declaração feita pelo candidato ao governo do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori (PMDB), envolvendo o nome da empresa e o piso salarial do magistério.

Perfil das lojas Tumelero no Twitter aproveitou a gafe do candidato Ivo Sartori para fazer publicidade. (Reprodução)

Em entrevista ao portal de notícias Terra, na última segunda-feira (20), Sartori fez uma brincadeira ao comentar a questão do pagamento do piso nacional, reivindicação dos professores gaúchos ainda não atendida e que foi promessa da campanha de 2010 do atual governador e candidato à reeleição Tarso Genro (PT). “Sim, o piso eu vou lá no Tumelero e te dou um piso melhor. Lá tem piso bom!”, disse Sartori, entre risadas, durante a gravação.

A declaração em vídeo do candidato do PMDB gerou polêmica para além da categoria dos professores. O vídeo foi compartilhado nas redes sociais em uma versão editada e em outra completa, levantando a discussão sobre o tom usado por Sartori para tratar do assunto.

Já a rede de lojas, citada espontaneamente pelo candidato na brincadeira controversa, aproveitou o momento para divulgar a marca em redes sociais como Twitter, Facebook e Instagram. Desde a terça-feira seguinte ao episódio, foram postadas mensagens nas contas oficiais da empresa chamando atenção para promoções de pisos e ressaltando a referida qualidade do produto. “Foi algo natural, não forçamos a barra. A gente aproveitou o momento para fazer disso algo positivo para a Tumelero”, explicou Rodrigo Ruschel, responsável pela conta publicitária da empresa na agência Publivar On, que gerencia também as ações em redes sociais.

Outro exemplo das atualizações fazendo referência à gafe de Sartori no perfil das lojas Tumelero no Twitter. (Reprodução)

A estratégia bem humorada deu certo. Os posts tiveram retorno positivo e foram compartilhados pelos internautas. No Twitter, a conta da Tumelero aumentou em 30% o número de seguidores só entre terça e quarta-feira, os dois dias em que o assunto ficou entre os Trending Topics, os mais comentados da rede. Ruschel estima um alcance de cerca de 200 mil pessoas atingidas em função dos retweets de usuários com contas de mais de 10 mil seguidores. No Facebook, o número de novas curtidas aumentou em três vezes a média diária, além da mídia espontânea que foi gerada pela citação do nome da empresa em reportagens sobre a declaração de Sartori.

Apesar do tema delicado, a empresa teve o cuidado de não politizar a ação de divulgação. “Jamais vamos entrar na questão política. Não fizemos menção ao candidato nem à classe. Só aproveitamos a onda de forma leve e engraçada e oferecemos promoções de pisos. Para bom entendedor, meia palavra basta. E os internautas souberam dissociar o episódio da marca. Para o candidato foi uma infelicidade, mas para a Tumelero foi positivo”, esclarece Ruschel.

Texto: Thamíris Mondin (6º semestre)

Recomendadas
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *