20 anos formando mestres e doutores

Pioneira no Rio Grande do Sul, a pós-graduação da Faculdade de Comunicação Social do Rio Grande do Sul (Famecos) completa 20 anos. Neste período, foram formados mais de 500 mestres e doutores, segundo a coordenadora e professora Doris Haussen que também estava na coordenação do programa quando este foi criado em 1994.

A professora Doris conta que a maior prova do êxito do pós está nos seus egressos que, atualmente, atuam em várias regiões do Brasil, dando aulas em localidades tão diversas quanto Ijuí e Rondônia. “Nosso primeiro mestre saiu ainda em 1996. Em 1999, já criamos o doutorado, atualmente chegamos a um estágio ideal para a pós, temos 16 professores fixos e quatro colaboradores, sendo que cada um tem seis orientados em média”, disse a coordenadora que reassumiu o posto neste ano.

A internacionalização do curso com intercâmbios mantidos com diversas instituições de ensino ganhou força nos últimos anos, destacou a professora. “Fizemos um acordo com a universidade de Santiago de Compostela, na Espanha, o que gerou além da vinda de alunos e a produção conjunta de livros”, exemplificou.

No âmbito nacional, o pós-graduação também firmou convênios com a UFRGS e com a Universidade Federal do Maranhão que, neste momento, mantem 20 alunos do estudando na PUCRS. Além disso, professores do pós já estiveram em São Luiz para dar aulas.

Para comemorar os 20 anos do programa que mudou a rotina dos graduados em Comunicação que precisavam buscar a especialização em universidades do Rio e São Paulo, o pós-graduação promove o seminário Cooperação e Internacionalização em Comunicação, nos dias 16 e 17, na PUCRS. Entre os palestrantes se destacam Michel Maffesoli, Philippe Joron, Frederico Casalegno e Dominique Wolton.

Texto: João Pedro Arroque Lopes (6º semestre)
Foto: Helena Rocha/Famecos/PUCRS