Abertas as inscrições para estágio no Editorial J

Alunos interessados em participar da seleção de novos voluntários devem preencher formulário online, disponível até 14 de agosto.

  • Por: Eduarda Endler Lopes (3º semestre) | Foto: Annie Castro (3º semestre) | 03/08/2015 | 0

_MG_3540

O Editorial J é o laboratório de jornalismo da Famecos/PUCRS que produz conteúdo multimídia para diferentes plataformas, numa lógica de trabalho convergente. A partir de hoje, segunda-feira (3), começa a seleção de novos voluntários para o projeto. A escolha dos novos voluntários será realizada em duas etapas: primeiramente, o aluno interessado preenche um formulário online, disponível até dia 14 de agosto, que substitui a entrega de currículo, e depois, participa de uma prova de conhecimentos gerais, no dia 17, às 15h. O formulário pode ser preenchido aqui.

O coordenador do Editorial J, Fabio Canatta, explica que o projeto atende a, pelo menos, três perfis de aluno do curso: matriculados na disciplina de estágio curricular, voluntários aprovados no processo de seleção aberto nesta segunda-feira e bolsistas de iniciação científica que pesquisam temas relacionados ao laboratório como jornalismo convergente e novas mídias. Os alunos do J produzem diariamente reportagens para a web, conteúdos para redes sociais, programas ao vivo na Famecos Cast, um telejornal semanal, documentários, coberturas fotográficas, jornal impresso mensal, entre outras atividades.

Em operação desde agosto de 2011, o projeto proporciona a experiência de novos fluxos e processos de trabalho numa redação convergente. O ritmo de produção é diário, simulando a rotina profissional, com métodos, prazos e hierarquias. O Editorial J oferece aos alunos uma vivência que prioriza o conteúdo e propõe a permanente reflexão sobre os processos produtivos do jornalismo. Ao mesmo tempo, permite a experimentação a partir de novos paradigmas e da convergência entre as mídias.

O website do J, reformulado no primeiro semestre de 2014, é organizado em três editoriais: Acontece, Reflita e Explore. “A divisão é orientada pelos critérios tempo e profundidade de cada narrativa, ao invés da tradicional separação por temas como saúde, economia, política, etc. As matérias publicadas no Acontece são produzidas na lógica do ciclo diário, de apuração simples, isto é, para as quais são entrevistadas poucas fontes e há pouco esforço de contextualização. O Reflita reúne reportagens e outros materiais produzidos num ciclo semanal/mensal, dotadas de maior profundidade e esforço de contextualização. O Explore oferece ao leitor produções especiais, com ainda mais profundidade e capacidade de levar à reflexão. As matérias publicadas nesta seção agregam diferentes mídias sobre um determinado tema publicados em todas as plataformas do Editorial J”, explica Canatta.

O coordenador do projeto salienta que os prêmios também têm sido uma constante desde o primeiro semestre de trabalho do laboratório, quando foram conquistados o primeiro e o segundo lugares entre os 16 trabalhos inscritos na categoria Acadêmico do XXVIII Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo – 2011. No segundo ano de atividades, as premiações não cessaram, e o grupo de alunos conquistou outros quatro prêmios pela qualidade das suas produções: Set Universitário – Artigo, Prêmio Telefônica Vivo de Jornalismo Universitário 2012 – Categoria Online, 1º Lugar Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo e 3º Lugar Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo. Em 2014, foram mais duas premiações: 1º e 3º lugares no Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo. Dessa forma, o laboratório de jornalismo da Famecos se consolidou junto aos alunos também como espaço de construção de portfólio pessoal.

“Acredito que o J ofereça um ambiente de muito aprendizado e reflexão para os alunos de jornalismo de todos os semestres pois os desafios são postos conforme o nível do aluno”, conta Canatta. Ele lembra que, para os semestres iniciais, o laboratório se coloca também como local de aceleração do processo de aprendizagem. Já para alunos de semestres mais adiantados, o Editorial J se apresenta como um ambiente para o exercício e a prática num ritmo mais intenso que os das disciplinas.