Ato de apoio ao governo Dilma e à democracia reúne milhares no centro de Porto Alegre

Mobilização aconteceu na sexta-feira, em Porto Alegre. Segundo os organizadores, o ato pró-Dilma contou com 50 mil manifestantes. A Brigada Militar calcula o número em 10 mil pessoas.

  • Por: Eduardo Pinzón (3º semestre) | Foto: Camila Lara (3º sem) | 19/03/2016 | 0

pro dilma 2

O ato contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e em favor da democracia lotou a Esquina Democrática, no centro de Porto Alegre na sexta-feira, 18 de março. A concentração teve início por volta das 16h30 e durou cerca de três horas, com os manifestantes entoando “não vai ter golpe, vai ter luta”. Conforme números dos organizadores, 50 mil pessoas participaram do ato. A Brigada Militar estimou 10 mil. Não foram registrados nenhum tipo de incidentes.

A manifestação foi organizada por movimentos populares como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Nacional de Estudantes (UNE), Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e partidos políticos como Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Comunista do Brasil (PCdoB). O deputado estadual Adão Villaverde (PT-RS) considerou a mobilização uma grande defesa da democracia. “Estão colocando a Constituição no ralo e a organização popular mostra que não queremos retroceder”, declarou.

Os ex-governadores petistas Olívio Dutra e Tarso Genro participaram do ato. Ao se pronunciar, Tarso pediu a união de todos contra o golpe, a mídia e o juiz Sergio Moro. “Uma democracia se consolida com igualdade e justiça, sem distinções partidárias pessoais”, bradou do alto do caminhão de som.

Os manifestantes também reafirmaram apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Ministro Lula estamos com você”, dizia um dos cartazes. Também havia faixas pedindo a saída do presidente da Câmara Federal, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A dispersão do movimento começou às 19h30, quando os participantes começaram uma caminhada pela Avenida Borges de Medeiros.

Veja a galeria completa: https://www.flickr.com/photos/editorialj/albums/72157665654877690