Corredor de ônibus da Padre Cacique deve ser liberado até dia 20 de novembro

Iniciada em março de 2012 e orçada em R$ 144,3 milhões, a obra do corredor de ônibus da Avenida Padre Cacique ainda não foi liberada para o uso da população. Finalizada às pressas em virtude da Copa do Mundo, durante o evento foram detectados problemas na estrutura. Entretanto, para não causar transtornos em meio ao torneio a decisão foi fazer a troca no mês seguinte.

Em uma vistoria de rotina da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov) no mês de agosto e conforme a Divisão de Obras e Serviços Especiais (Dose), foram apontadas fissuras causadas por retrações do concreto. Junto a isso o agravamento do problema desde a avaliação anterior. A partir do início da reforma (agosto), foi estipulado o prazo de 60 dias para as correções na via. A principal reclamação dos cidadãos é o fato de não haver pessoas trabalhando na obra e a área não ser liberada mesmo após o fim do prazo.

Segundo a assessoria de imprensa da Smov, a reforma foi finalizada há algumas semanas. Os corredores ainda não foram liberados pelo fato do concreto estar em seu processo de “cura”. A Smov ainda afirma que esse processo leva em média 30 dias. Segundo a entidade, a data de liberação da via está programada para o dia 20 de novembro.

Texto: Thiago Valença (5º semestre)
Foto: Frederico Martins (6º semestre)