Eleições 2018: como foi a manhã de Bolsonaro e Haddad no segundo turno

Candidatos votaram pela manhã, Bolsonaro no Rio e Haddad em São Paulo

Candidatos votaram pela manhã, Fenando Haddad (PT) em São Paulo e Jair Bolsonaro (PSL) na capital carioca. Confira abaixo como foi a manhã de primeiro turno para os dois presidenciaveis.

Café da manhã e entrevista: Haddad recebeu imprensa e apoiadores antes de votar

Por Leonardo Fonseca (2º semestre)

O candidato a Presidência da República, Fernando Haddad, vota na escola Brazilian International School, em Indianópolis. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Fernando Haddad iniciou o dia da eleição em um Hotel Pestana, bairro Paraíso, zona sul de São Paulo para o café da manhã com apoiadores e lideranças petistas. O candidato concedeu entrevista e agradeceu o apoio recebido nesta última semana de campanha: “Pessoas que tiveram coragem de ir para a rua, panfletar. Isso é muito significativo. Vamos olhar para os brasileiros que tiveram, num momento difícil da vida nacional, uma postura de honradez e defender a democracia”.

Depois do café, Haddad seguiu para o voto acompanhado por sua esposa, Ana Estela Haddad. O candidato falou para a imprensa após o voto: “O país está numa encruzilhada, o projeto de nação que nós representamos ganhou as ruas nas últimas semanas. A nação está em risco, a democracia está em risco e as liberdades individuais estão em risco.” O candidato deve acompanhar a apuração a partir das 17 horas no mesmo local em que se reuniu com apoiadores na manhã de hoje.

Ontem à noite, Fernando Haddad pediu, pelo Twitter, que os eleitores o ajudassem a “recobrar o fôlego da democracia, afastar os fantasmas da ditadura, do ódio e da violência”.

Bolsonaro vota na Zona Oeste do Rio e “dribla” imprensa

Por João Vargas (2º semestre)

Acompanhado de agentes da PF e da mulher, Bolsonaro vota no Rio. (Foto: Tânia Regô/Agência Brasil)

Bolsonaro votou na Vila Militar na zona oeste do Rio de Janeiro. A segurança reforçada foi o marco da manhã na zona eleitoral em que o candidato vota. Diferentemente do primeiro turno, hoje os militares do Exército revistaram todos os eleitores que entram na escola carioca. A capital fluminense, que nessa manhã registrou 23 graus de temperatura, foi surpreendida pelo número de emissoras estrangeiras que acompanham as eleições no estado de segundo maior colégio eleitoral do Brasil. Ainda assim, o candidato do PSL à presidencia ingressou na escola por uma entrada alternativa, desviando de seus apoiadores e da imprensa. Porém, o candidato saiu rapidamente da escola para cumprimentar seus eleitores. Aos gritos de mito pelo seus militantes, Bolsonaro acenou e fez o gesto de paz. Ao ser questionado sobre a expectativa para as eleições, ele disse: “pelo o que eu vi nas ruas nos últimos meses, vitória”.

Em última transmissão ao vivo nas redes sociais antes do segundo turno, o candidato usou a maior parte do tempo atacando Fernando Haddad e seu partido, o PT. Bolsonaro criticou também o ministro aposentado do STF Joaquim Barbosa. O ex-ministro apoiou ontem o candidato petista via redes sociais. O presidenciável frisou que respeitará a Constituição. Encerrou a transmissão alertando que “brancos e negros, héteros e homossexuais são iguais […] Alguém sabe se sou gay? E seu eu for? Qual o problema?”. Militantes mantiveram o plantão em frente à residência do candidato durante toda a madrugada. Na última pesquisa Ibope, divulgada na noite de ontem, Bolsonaro tinha 54% dos votos válidos, contra 46% do candidato petista.