Imigrantes e refugiados recebem assistência jurídica e social

Grupo de estudantes da Escola de Direito da PUCRS ajuda na integração deste público

  • Por: Guilherme Milman (3º semestre) | Foto: Jonas Melgaré (4º semestre) | 16/04/2018 | 0

Desde o ano passado, o  Serviço de Assessoria em Direitos Humanos para Imigrantes e Refugiados (SADHIR) da Escola de Direito da PUCRS tem desenvolvido projeto que auxilia imigrantes e refugiados a buscar novas oportunidades na Capital gaúcha. Formado por estudantes e atuantes na área do Direito, o grupo se reúne todas as sextas-feiras, no Serviço de Assistência Jurídica Gratuita, localizada no prédio 8 da PUCRS (sala 104), para discutir questões referentes ao serviço prestado.

“O grupo tem três pilares:  o primeiro é uma assessoria à comunidade dos imigrantes na cidade de Porto Alegre, o segundo é uma rede de participação na esfera política, que envolve os direitos dos migrantes e o terceiro é na questão acadêmica, com discussões presentes em diferentes artigos”, explica o professor e coordenador do projeto Gustavo Pereira.

Por se tratar de um projeto que teve suas atividades retomadas no último dia 6 de abril, o canal de comunicação com os imigrantes se dá através de divulgações pelas redes sociais e pelo site da PUCRS. O professor Gustavo Pereira conta que o público assistido entra em contato com o SADHIR fora dos encontros semanais. “Nós estamos disponíveis nesse espaço, mas muitas vezes os imigrantes não conseguem comparecer neste horário (das 18 às 19 horas nas sextas-feiras). Por isso quando imigrantes ou apoiadores nos procuram realizamos atividades fora desse horário”.

Outra forma de atuação é através de mutirões. “Realizamos um (mutirão) ano passado, aqui na PUCRS, com haitianos residentes na Lomba do Pinheiro, e fizemos outros dois na Justiça Federal”, comenta o professor. Além de promover debates e ajudar a defender a causa dessas pessoas, os mutirões têm a função de aproximar o grupo com os refugiados e informá-los da assistência. “Através dos próprios mutirões, a gente consegue contato direto com eles, que acabam indicando para outras pessoas que nos procuram”, explica uma das estudantes do grupo. Além disso, o SADHIR realiza eventos e debates sobre o tema.

Mais do que prestar auxílio aos migrantes, o serviço procura divulgar as dificuldades da questão migratória para a sociedade. Para Gustavo, é fundamental que as pessoas tomem conhecimento de um assunto que protagoniza o cenário dos Direitos Humanos. “Tanto a sociedade como os estudantes de Direito não estão tão atentos a esse tema. No curso de Direito, o assunto é tratado com profundidade apenas na cadeira de Direito Internacional. Por isso, nosso trabalho também é de promover a discussão da questão migratória, pois envolve muitos temas dos Direitos Humanos, como gênero, etnia e religião”, relata.

O Serviço de Assessoria em Direitos Humanos para Imigrantes e Refugiados (SADHIR) funciona junto ao Serviço de Assistência Jurídica Gratuita (SAJUG), na sala 140 do prédio 8 do Campus (avenida Ipiranga, 6681 – Porto Alegre). Agendamentos e mais informações pelo e-mail sadhir.pucrs@gmail.com.