Laranja, verde e amarelo: Caminho do Gol para a partida entre Holanda e Austrália reúne milhares de torcedores

18 de junho de 2014. Dia de jogo entre Austrália e Holanda no Beira-Rio. Dia em que as ruas da capital gaúcha teve como cor predominante o laranja da seleção holandesa. O caminho do Gol, com pouco mais de 3km, é feito a pé por torcedores que se encaminham do centro para o local da partida. A Orange Square, que é como os holandeses denominam a concentração dos torcedores antes do jogo reuniu mais de 35 mil pessoas segundo a Brigada Militar.

Desde as 8 horas da manhã, o Largo Glênio Peres foi tomado por torcedores, em sua maioria, holandeses, fantasiados e equipados de diversos adereços para tornar a festa mais bonita. O verde e amarelo da Austrália pode ser confundido com as cores brasileiras. Um casal holandês que esperava o deslocamento em um dos quiosques na frente do Mercado Público indagou se uma moça, que estava na sua frente, era australiana por ter as unhas pintadas de verde, amarelo e azul. Muito sem jeito e em um inglês simples, a moça respondeu que era brasileira, tão logo o casal sorriu.

O clima agradável no local era evidente. O evento teve muita música, bebida e fotos. A banda holandesa Factor 12 animou a todos com canções tradicionais do país europeu, tornando quase uníssono o som que predominava no centro de Porto Alegre. Até a famosa “ola” esteve presente na festa. Australianos e holandeses confraternizavam o momento com fotografias e vídeos. Um torcedor australiano vestido de canguru e um torcedor holandês vestido de urso deram o exemplo da tranquilidade do ambiente ao se abraçarem. A linguagem que prevalecia era a paz de adversários na Copa do Mundo. Conforme informações do Mercado Público, o estoque de bebidas do local foi zerado.

Por todos os lados percebia-se a alegria dos amantes do futebol e curiosos que entraram na caminhada até o estádio. Às 10 horas o trio elétrico com a banda Factor 12 começou a marcha que pintou Porto Alegre de laranja. Mesmo em menor quantidade, os torcedores australianos também representaram suas cores. O que se viu foi uma demonstração que a Copa do Mundo pode ser apreciada sem nenhum tipo de violência entre torcidas e que esse espetáculo vai deixar saudades e aprendizados para os porto alegrenses e brasileiros.

Texto: Yasmin Luz (3º semestre)

Vídeo: Jéssica Moraes (3º semestre)