Manifestação contra a Copa tem baixa adesão em Porto Alegre

A onda de manifestações que aconteceu nas principais capitais brasileiras nesta quinta-feira, dia 15, mobilizou poucas pessoas na Capital. O número de participantes nas ruas foi muito inferior ao contabilizado entre junho e julho do ano passado, quando milhares de manifestantes se reuniram em diversos pontos do país.

Na noite de ontem, a chuva prejudicou o movimento no centro da cidade, onde cerca de 200 pessoas se reuniram a partir das 18h. Ativistas carregando bandeiras do PSOL, Unidade Classista e CPERS concentraram-se em frente à Prefeitura e depois seguiram pela Avenida Borges de Medeiros até a Avenida Loureiro da Silva, no Centro da Capital.

Com gritos de “Não vai ter Copa, vai ter greve”, os manifestantes fizeram um círculo no final do ato, bloqueando o trânsito no cruzamento da Rua José do Patrocínio com a Avenida Loureiro da Silva. Organizadamente, os ativistas se revezaram em megafones para criticar os gastos bilionários em estádios e a ausência de investimentos nas áreas da saúde e educação.

Texto e Foto: Gabriela Giacomini (1º semestre)