Negros estão em maior proporção nas regiões de menor renda da capital

Mesmo sendo a minoria da população porto-alegrense, os negros concentram-se principalmente em regiões de baixa renda da capital. Segundo dados do ano de 2010 do Observatório de Porto Alegre (ObservaPoa), os bairros em que o rendimento médio por responsáveis por domicílios é mais baixo, são onde se localiza boa parte da comunidade negra em Porto Alegre.

Não há região ou bairro de Porto Alegre onde os negros sejam a maioria, mas existem localidades dentro da capital dos gaúchos onde a participação do negro é quase imperceptível. A exemplo disso está o bairro Moinhos de Vento, onde a porcentagem de moradores afrodescendentes não chega a 3% – registra 2,56%, ou 186 pessoas entre a população de 7.264 do bairro. Na região do Centro, onde o rendimento médio é o mais alto – com 8,81 salários mínimos, eles ocupam a parcela de 7,23% da comunidade.

Saindo da análise dos bairros e regiões mais conhecidos e que costumam ser “a cara de Porto Alegre” é que encontramos a maior parte da comunidade negra porto-alegrense. Com o índice de 38,62%, deixando para trás a região da Restinga, é a região Nordeste que lidera a lista entre os lugares mais habitados por afrodescendentes na capital.

Composta apenas pelo bairro Mario Quintana, a região tem 37.234 habitantes, o que representa 2,64% da população do município, com área de 6,78 km², representando 1,42% da área de Porto Alegre, sendo sua densidade demográfica de 5.491,74 habitantes por km². A taxa de analfabetismo é de 5,8% e o rendimento médio dos responsáveis por domicílio é de 1,68 salário mínimo.

 

Texto: Kelly Freitas

Esta matéria foi produzida originalmente para a disciplina Jornalismo Online I, sob orientação dos professores Dra. Andréia Mallmann e Dr. Marcelo Träsel.