No Twitter, Beto Albuquerque defende projetos do PSB e valores tradicionais

Palavras em favor da vida, da saúde, do transplante de medula óssea, da sociedade, dos trabalhadores e dos agricultores são as mais frequentemente usadas pelo agora candidato a vice-presidente na chapa de Marina da Silva, deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS), em seu perfil no Twitter. Isso é o que se observa ao fazer um levantamento de todos os tweets do candidato que até terça (19/8) disputava uma vaga ao Senado em aliança com o PMDB-PSD, em chapa encabeçada por Ivo Sartori que corre ao Palácio Piratini.

Outras palavras constantes na timeline de Albuquerque, conforme levantamento do Editorial J, são “compromisso”, “honra”, “juventude”, “coragem” e “atitude”. Ele também costuma citar projetos de campanha na área da educação e segurança no trânsito.

Confira abaixo a nuvem de palavras mais frequentes no Twitter de Beto Albuquerque:

Nas primeiras declarações feitas após a confirmação da sua participação na chapa presidencial de Marina Silva, Albuquerque disse que seguirá divulgando a causa defendida por Eduardo Campos de um Brasil mais unido. Com o bordão “Não vamos desistir do Brasil”, Marina e Beto seguem em campanha.

Luiz Roberto Albuquerque ou simplesmente Beto Albuquerque nasceu em Passo Fundo no dia 6 de janeiro de 1963. Ainda ao cursar Direito na Universidade de Passo Fundo (UPF), Albuquerque entrou no Diretório Central dos Estudantes da UPF, passando a lutar por causas como de criação da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), projeto aprovado em 10 de julho de 2001 quando o ex-líder estudantil era deputado estadual. A Uergs oferece cursos de graduação, pós-graduação e de formação de tecnólogos em 23 municípios do Rio Grande do Sul e tem sede em Porto Alegre.

Além de deputado estadual e de ocupar cargo de secretário estadual dos Transportes (1999-2002), Beto Albuquerque exercia seu quarto mandato consecutivo como deputado federal pelo PSB gaúcho.

Texto: Yanlin Costa (3º semestre)