Odomodê e cultura afro

Odomode se firma como centro da cultura afro-brasileira

Odomodê promove eventos relacionados à cultura afro

  • Por: Thaís Macedo (2º sem) | 19/03/2018 | 0

Odomodê e cultura afro

Dezenas de pessoas participaram na última quinta-feira (15) de uma noite de valorização da cultura negra gaúcha. A aula aberta de dança afro ocorreu no Instituto Afro Sul Odomode, situado na Avenida Ipiranga, altura do número 3850. O evento, que contou com a coreógrafa Iara Deodoro dá continuidade às atividades realizadas em comemoração ao Dia da Mulher.

O local foi origem de uma escola de samba, chamada Garotos da Orgia, fundada em 1980, responsável por trazer para o carnaval de Porto Alegre temas e enredos sobre a cultura afro-brasileira. Iara assumiu a escola em 1999.

Na última semana, o galpão ficou lotado com pessoas de todas as idades, incluindo uma turma de turismo do Instituto Federal do Rio Grande do Sul- Campus Restinga. As inscrições para novas turmas de cursos de danças estão abertas. O espaço oferece aulas de: maracatu e capoeira. “Essa é a forma de propagar da cultura aqui no sul”, aponta Iara.
Odomodê e cultura afro

O espaço também oferece o projeto Domingo Cultural, evento com uma banda de samba, Maracatu e uma festa com Dj e uma banda convidada. O projeto é fundamental para manutenção do espaço. Ao fim da aula, também foi feita menção a um protesto que acontecia simultaneamente na Avenida Borges de Medeiros em nome da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) assassinada na última quarta-feira.