ONG promove Dia Global pelos “30 do Ártico” em Porto Alegre

O próximo sábado, 16, será marcado por ações em dezenas de países para promover a solidariedade aos ativistas do Greenpeace que estão presos na Rússia desde setembro. A atividade, intitulada Global Day, acontecerá aqui em Porto Alegre, entre 10h e 16h, no Parque da Redenção. A capital gaúcha foi escolhida pela organização no Brasil por ser a cidade natal de Ana Paula Maciel, bióloga que está entre os 28 ativistas que foram detidos e acusados de pirataria e vandalismo após um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico.

Para a mãe de Ana Paula, Rosangela Maciel, a escolha do local do encontro é muito expressiva. “Tomar chimarrão na Redenção é uma das coisas que ela adora fazer quando está em Porto Alegre”, explicou. O ato é aberto e todos estão convidados a comparecer e apoiar a causa. Além da presença de voluntários gaúchos da ONG e da família de Ana, haverá uma cela de 2mx2m representando a prisão dos ativistas. As pessoas também serão convidadas a deixar mensagens que serão encaminhadas para a ativista.

Os ativistas presos, entre eles a gaúcha Ana Paula Maciel, foram transferidos esta semana para São Petersburgo. Eles foram transportados da cidade de Murmansk em um vagão acoplado a um trem de passageiros. “Nós não sabemos o motivo da transferência. O que sabemos é que eles já estão instalados e estão espalhados em diferentes locais da cidade”, informou a coordenadora da campanha de Clima e Energia do Greenpeace Brasil Fabiana Alves.

Confira a entrevista com Fabiana Alves sobre o Global Day.

Ana Paula Maciel está presa desde o dia 19 de setembro.

Qual a importância do Global Day pro Greenpeace Brasil?

O Global Day acontece em diversas cidades para demonstrar que diversos países estão apoiando os 30 ativistas. É um momento em que o mundo todo pode fazer alguma coisa e demonstrar apoio aos nossos ativistas.

Além de Porto Alegre ser a cidade da Ana Paula, outras capitais também organizam atividades em prol dos ativistas?

Sim, diversas capitais do Brasil. Para o Global Day estamos com eventos confirmados também no Rio de Janeiro e em Olinda. Em outras datas, há atividades acontecendo também. Aconteceram manifestações em frente ao consulado da Rússia em São Paulo e no Rio de Janeiro. Além de uma ação em frente à embaixada da Rússia em Brasília.

Qual a expectativa da liberação dos 30 ativistas?

Estamos aguardando um parecer no dia 17 de novembro sobre a suspensão da prisão ou não dos 30 ativistas. Pela lei atual e pelo andamento, neste momento eles só podem ficar presos ate o dia 24 de novembro que é o tempo de prisão preventiva.

Podes falar um pouco sobre a campanha de preservação do Ártico?

A campanha quer criar um santuário no Ártico acabando com a exploração de petróleo e a pesca industrial na região. Os problemas que uma exploração irresponsável podem trazer pra região são expressivos. A região é como um refrigerador da Terra, então a extinção da região pode acarretar mudanças climáticas graves. Esta plataforma de exploração de petróleo está sendo construída há 15 anos. O Greenpeace é totalmente contra exploração de petróleo nesta região.

Qual seu chamado para a população gaúcha para o Global Day de sábado?

Queria pedir para que todos fossem a nossa manifestação e queria pedir a participação não só no dia 16, mas em todos os protestos. Assim como a divulgação e compartilhamento da nossa campanha nas redes sociais “Salve o Ártico”. Lembrando que a Ana Paula não estava fazendo nada de ilegal, além de lutar para que as próximas gerações tenham um planeta melhor.

Serviço:

O quê: Dia Global pelos ativistas

Onde: Parque da Redenção

Horário: 10h às 16h

Texto: Denise Tamer (8° semestre)
Foto: AFP PHOTO/GREENPEACE/DMITRI SHAROMOV