Pelotas e Rio Grande terão sinal analógico desligado em novembro

Anatel definiu as próximas regiões no Estado em que haverá a mudança

  • Por: Cecília Petrocelli (2º semestre) | 16/04/2018 | 0

As regiões de Pelotas e Rio Grande terão o sinal analógico de televisão desligado no início de novembro, segundo a gerente regional da Seja Digital, Márcia Cavalcante. Santa Maria e outras 18 cidades da região passarão pelo processo no início de dezembro. A Seja Digital continua fazendo distribuição dos kits remanescentes até 28 de abril na região metropolitana de Porto Alegre, Serra, Vale do Taquari e Litoral Norte, após essa data as atividades da organização serão realocadas para as próximas regiões onde ocorrerá o desligamento.

Em entrevista ao Editorial J, Márcia conta que o processo de distribuição dos kits para a adesão ao sinal Digital revelou uma grande mobilização no desligamento feito em março. “A população dá um grande valor a televisão, o processo teve uma grande adesão por parte do público já que era preciso que o usuário fosse atrás das informações necessárias”. A última pesquisa feita em 31 de janeiro, mostrou que 97% das 107 cidades onde estava previsto a mudança do sinal já haviam aderido a TV Digital.

O desligamento do sinal analógico no Rio Grande do Sul ocorreu no dia 14 de março, atingindo 107 cidades incluindo a capital, a região Metropolitana, a Serra, o Vale do Taquari e parte do Litoral Norte. “Além de ser um processo complexo, ele envolveu 5 milhões de pessoas, entre técnicos e engenheiros, 2 milhões de casas já aderiram ao sinal digital.” afirma Márcia.

A entidade encarregada pela migração do sinal analógico para o sinal digital no Brasil é a Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV). Criada por determinação da Anatel em abril de 2015, a Seja Digital é uma instituição não-governamental e sem fins lucrativos que tem o objetivo de garantir que a população tenha acesso à TV Digital, por meio de suporte didático e distribuição de kits para TV digital destinados a famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal.

Para saber se está na lista fornecida pelo Ministério do Desenvolvimento Social ou se o agendamento já está liberado em sua região, o beneficiário deve acessar o site sejadigital.com.br/kit ou ligar gratuitamente para 147 com o CPF ou NIS (Número de Identificação Social) fornecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social em mãos. O prazo para a retirada na região metropolitana vai até 28 de abril.