Primeiro provedor de internet do estado fecha as portas

Via RS, pioneiro na implantação da internet no estado optou pelo encerramento das suas atividades

  • Por: Roberta Berti (1º semestre) | Foto: Flickr/Fernando Mafra | 23/04/2018 | 0

Após 22 anos no mercado, o serviço de e-mail Via RS anunciou para julho o encerramento de suas atividades. Como consequência 15 mil pessoas deixarão de usar o e-mail com final  via-rs.net. O analista de operações da Centro de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul (Procergs) Everton Hagen explica que o fim das operações está ligado à concorrência no mercado e a uma mudança na estratégia de atuação da empresa que, agora, pretende focar no seu cliente principal, a administração pública estadual.

O Via RS, vinculado à Procergs, surgiu em 1995 em Porto Alegre como pioneiro na consolidação da internet no estado, sendo a sexta edição da Feira de Informática Infosul o seu marco inaugural. Durante o evento,  um aglomerado de curiosos e aficionados pelo tema ocuparam o terceiro andar do Shopping Praia de Belas para presenciar o que seria um divisor de águas: o surgimento do primeiro provedor de internet gaúcho. A iniciativa partiu de um grupo que trabalhava na Procergs, estudava o tema e teve acesso a redes que já estavam estabelecidas nos Estados Unidos, como a America Online, que já prestava serviço similar à população.

A ideia inicialmente era criar uma espécie de cidade virtual, para facilitar o acesso às  informações e aos dados de governo, para beneficiar a população gaúcha, oferecendo também correio eletrônico, que na época só existia no meio acadêmico. Em cinco anos, o Via RS chegou a 70 mil usuários, informou Everton Hagen.

No período da internet discada, principalmente durante a década de 90, o provedor era figura obrigatória na contratação do serviço. Nesse período, as operadoras telefônicas não podiam fazer o papel de provedores, uma vez que as agências reguladoras proibiam que tivessem outra atividade, além da telefonia. Assim, o provedor era indispensável para a autenticação do usuário. Além disso, o provedor oferecia também uma camada de segurança, através  dos protocolos necessários para navegar na web e utilizar os serviços disponíveis.

Hoje,  os provedores não são mais necessários, pois desde 2013 a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) acabou com a obrigatoriedade da contratação de provedores para realizar a conexão. As operadoras foram obrigadas a prover também o serviço de acesso à internet.

Os procedimentos de encerramento dos serviços do Via RS foram iniciados dia 16 de abril, quando a Procergs comunicou aos usuários o encerramento do serviço para o mês de julho. Usuários como Paulo Roberto da Silva , advogado,  podem ter acesso a um manual técnico com orientações detalhadas para transferir seu conteúdo para outro provedor. Assinante desde 2001, Paulo Roberto fazia o acesso às notas de expediente publicadas no Diário Oficial da Justiça e usufruía das ferramentas de segurança da informação. Sua opção foi se cadastrar em um provedor gratuito. O manual técnico já está disponível e pode ser acessado no endereço eletrônico  www.via-rs.net.