Problemas de energia deixam Cidade Baixa no escuro

Nos dias 29 e 30 de outubro, os moradores e comerciantes do bairro Cidade Baixa e de uma parte do Bom Fim foram afetados por uma queda de energia. A mais recente foi causada por um temporal na madrugada, com ventos de mais de 80 quilômetros por hora, que deixou mais de 2000 mil moradores sem luz. O blecaute no dia anterior tinha sido acarretado por um problema na conexão da rede de alimentação da Avenida Ipiranga com o Bairro Praia de Belas. Os moradores ficaram aproximadamente seis horas aguardando a resolução.

O cozinheiro do restaurante Mr Pickwick, Alexandre dos Santos, relata que devido à queda alguns alimentos tiveram que ser descartados no lixo, como frango, brócolis, iscas de frango e peixe. O proprietário do estabelecimento Saúde no Copo, Jackson Oliveira, dispensou seus funcionários: “Se o problema tivesse durado 12 horas os prejuízos chegariam a 20 mil reais aqui”. A comerciante Rejane Mouro reclama que a falta de luz é comum no bairro. Já no cinema Guion, as sessões dos filmes “Um amor de vizinha”, “Viva a liberdade” e “Relatos Selvagens” tiveram de ser canceladas.

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) informa que a queda aconteceu próximo às onze da manhã. Porém, a energia só foi reestabelecida às 16h. A CEEE afirma que a situação não é comum nos bairros afetados. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) relata que cinco sinaleiras ficaram sem funcionar.

Os cruzamentos com semáforos desligados foram: Lima e Silva com a Luis Afonso, Lima e Silva com a Republica, João Telles com a Vasco da Gama, Oswaldo com a Paulo Gama e Venâncio Aires com o Bairro Santana. Ainda segundo a EPTC, os reparos foram finalizados até às 17h. Apesar dos problemas, nenhum acidente de trânsito ocorreu durante a tarde.

Texto: Júlia Bernardi (4º semestre) e Otávio Silva (3º semestre)

Foto: Fernando Vieira (CEEE)