Repórteres alvoroçam colégio na zona sul para capturar o voto de Dilma Rousseff

PORTO ALEGRE 05.10.2014 Motoqueiros escoltam a presidente Dilma Roussef. (Vinícius Fernandes / Arquivo pessoal)
Policiais em motos escoltam a presidente Dilma Rousseff. (Vinícius Fernandes/Ex-aluno Famecos/PUCRS)

A rádio anunciava que o candidato a governador Tarso Genro saía do seu café da manhã com a presidenciável Dilma Roussef em direção ao Colégio Santos Dummont, em Porto Alegre, para acompanhá-la na hora de votar. Fora dos portões do local indicado, jornalistas carregando câmeras, microfones, blocos de notas e transmissores de rádio já começavam a se movimentar. “Ela tá vindo, ela tá vindo”, gritavam uns aos outros.

Às 8h40min o carro oficial, escoltado por uma dezena de motocicletas da Polícia Federal, chega à esquina do colégio. Junto com eles, carros com o símbolo de algum veículo de mídia estampado na porta. Os gritos que antecipavam a chegada da candidata transformaram-se em expressões de adversários em busca do mesmo prêmio: uma imagem da candidata pelo PT à presidência. Em segundos a calçada em frente ao colégio lotou. Segundo a Polícia Federal, havia de 60 a 70 jornalistas no lugar.

Assim que Dilma entrou pelo portão lateral, os jornalistas foram para um pátio lateral. Os que tinham o crachá certo poderiam entrar e assistir ao discurso que ela daria antes de efetivar o voto. Fora da sala, jornalistas se juntavam em torno de uma tela para ver o discurso, enquanto narravam para as suas rádios ou escreviam para os seus jornais.

Depois que a porta da sala onde a candidata havia discursado e votado se abriu, os jornalistas saíram e correram para tentar tirar uma última foto. A candidata entra no carro e inicia o caminho de retorno. Dilma acena para as câmeras e começa o seu trajeto para o Aeroporto Salgado Filho, onde iria embarcar em direção a Brasília para acompanhar as eleições.

Este material integra a cobertura realizada pelos alunos do Editorial J, laboratório do curso de Jornalismo da Famecos-PUCRS, com supervisão dos professores Alexandre Elmi, Fábian Chelkanoff, Fabio Canatta, Flavia Quadros, Ivone Cassol, Marcelo Träsel, Marco Antonio Villalobos, Tércio Saccol e Vitor Necchi.

Texto e foto: Vítor Laitano (2º semestre)