Serenata Iluminada incentiva o debate sobre o cercamento da Redenção

  • Por: Jessica Hübler | Foto: Jessica Hübler | 29/04/2015 | 0

Captura-de-Tela-2015-04-29-às-17.41.49

 

Para refletir sobre o uso dos espaços públicos e a segurança dos mesmos durante a noite, o coletivo Porto Alegre.cc promove, desde 2012, a Serenata Iluminada. O que motivou o grupo foi a necessidade de uma ocupação cultural do Parque Farroupilha (Redenção). Além da questão central do evento, que alerta para a falta de iluminação adequada no parque, a edição do sábado, 25 de abril, teve um novo apelo: o possível cercamento, que vem sendo discutido pelos vereadores da capital.

O projeto que prevê a realização de um plebiscito sobre o tema deveria ser votado pelos vereadores no dia 27 de abril, mas foi adiado novamente (chegou a ser discutido no dia 22, mas não foi votado por falta de quórum). O tema voltou à pauta do Legislativono dia 29 de abril. O autor da proposta, vereador Nereu D’Ávila, do Partido Democrático Trabalhista (PDT), foi quem pediu o novo adiamento da votação. Ele defende a instalação de grades para evitar crimes como depredações, assaltos e homicídios. Outras emendas e subemendas também foram discutidas. 

Para os organizadores da Serenata, o cercamento não resolve os problemas de quem quer usufruir do parque, em especial à noite. Para Clarissa Cé de Oliveira, estudante de jornalismo da UFRGS, “cercar a redenção é tentar diminuir um problema mais complexo, não vai resolver”.

A proposta da Serenata Iluminada, que reuniu famílias, amigos e até animais de estimação, é simples: levar velas, lanternas, instrumentos musicais e outras manifestações artísticas. Cerca de 22 mil pessoas confirmaram presença no evento, através do Facebook. Além dos grupos que estavam aglomerados pela mesma causa, o ambiente era repleto de pessoas que estavam vendendo seu próprio trabalho: artesanato, cachaças especiais, churros, quentão, entre outros.

No domingo, 26, o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) recolheu o lixo deixado pelos participantes do evento, contabilizando cerca de três toneladas. A maior parte dos resíduos encontrava-se perto das lixeiras do parque, que estavam transbordando. No evento do Facebook, além de orientar os convidados a cuidar do seu “próprio lixo”, os organizadores afirmam ter solicitado latões de lixo extras, mas não obtiveram retorno do Departamento.

Para eventos em locais públicos, o DMLU deve ser avisado com 15 dias de antecedência, para que possa planejar ações de limpeza. O contato pode ser feito através do e-mail dmlu@dmlu.prefpoa.com.br ou pelo telefone (51) 3289.6868, no setor de Limpeza e Coleta.