Tarde tranquila no segundo turno das eleições

Com movimentação tranquila, votação teve menos filas do que o primeiro turno

  • Por: Manoela Neto (1º semestre) | Foto: Manuela Neves (4º semestre) | 28/10/2018 | 0

Na tarde deste domingo (28), a Brigada Militar contabilizou uma prisão em flagrante por transporte irregular de eleitores e 18 ocorrências de menor potencial ofensivo por crimes como boca de urna, desacato e desordem. Em Cruz Alta, no norte do Estado, foi registrada ocorrência por problemas na votação presidencial.

 

A Polícia Civil registrou mais três casos nesta tarde. Em Torres, foi identificada boca de urna e uso de violência ou grave ameaça para obter voto ou abstenção. Já em Barra do Guarita se investigou transporte irregular de eleitores, que não ficou comprovado.  De acordo com a Polícia Civil, os municípios que concentram os registros de ocorrências no 2º turno das eleições são: Barra do Guarita, Capão do Leão, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Gravataí, Ijuí, Porto Alegre, Santo Ângelo, Taquara e Venâncio Aires.

 

No RS, foram substituídas 322 urnas eletrônicas. Apesar do ocorrido o segundo turno tem menor número de filas e problemas com urnas, tanto pela manhã quanto à tarde. Na Zona Sul de Porto Alegre foi registrado um local de votação sem luz e o Parque da Redenção teve movimento habitual de domingo. Algumas pessoas apareceram com bandeiras, camisetas e adesivos de seu candidato ou partido, eleitores do candidato Fernando Haddad em maior número.  

Votos dos candidatos

O candidato Eduardo Leite votou está tarde no Instituto Estadual de Educação Assis Brasil, no centro de Pelotas. Já o candidato José Ivo Sartori votou pela manhã no colégio La Salle Carmo em Caxias do Sul.

 

Manifestações no momento do voto

Em forma de protesto contra o candidato Jair Bolsonaro, algumas pessoas foram votar com um livro na mão. Já partidários do ex-capitão foram às urnas com bandeiras do Brasil e roupas verde e amarela.