Técnico Roger chega à sétima vitória em dez jogos no comando do Grêmio

  • Por: Roger Silva (1º Semestre) | 13/07/2015 | 0

A Arena do Grêmio foi palco de outra vitória tricolor no domingo, 12 de julho, pelo Campeonato Brasileiro. O tricolor gaúcho venceu o Vasco por dois a zero, sem encontrar grandes dificuldades. O resultado levou a equipe gaúcha à quarta colocação na tabela. Com 26 pontos, está a três do líder Atlético Mineiro. Quase 19 mil ingressos haviam sido vendidos antecipadamente para a partida, válida pela 13ª rodada do Brasileirão. Aos 40 minutos do segundo tempo, todo o estádio cantava o nome do técnico Roger Machado, principal responsável pela grande campanha de cinco vitórias em cinco jogos como mandante.

A torcida gremista deixou a Arena satisfeita, como se pode verificar no vídeo abaixo:

O jogo começou com um Grêmio afobado, errando passes e sem conseguir construir chances de gol. O Vasco da Gama mesmo assim não demonstrou capacidade de tirar pontos do time de casa. Aos poucos os espaços foram aparecendo. Pedro Rocha e Luan abriam avenidas com suas arrancadas e os laterais Galhardo e Marcelo Oliveira estavam mais uma vez afiados nas subidas ao ataque.

Os visitantes ameaçaram a meta do goleiro Marcelo Grohe poucas vezes. Duas faltas de longa distância batidas pelo zagueiro Rodrigo, ex-Grêmio, exigiram trabalho de Grohe. A posse de bola de quase 60% do tempo de jogo pertenceu ao Grêmio, fato que pressionou o Vasco à se fechar em seu campo de defesa. Celso Roth assumiu bem o time carioca, porém passada a estreia e a partida seguinte, não tornou a vencer. Após a derrota de ontem, já ocupa a 19ª colocação, com apenas 9 pontos ganhos em 39 disputados.

A fase vascaína é preocupante e a gestão conturbada de Eurico Miranda se reflete em campo. O Grêmio, antes mesmo de entrar em campo no sábado, se beneficiou de tal má administração: a contratação do técnico Roger Machado só aconteceu após o então técnico vascaíno Doriva ter sido proibido de negociar com o presidente gremista Romildo Bolzan. Roger veio e implementou fortes rotinas de treino, dando nova cara ao tricolor.

Aos 14 minutos do segundo tempo, Galhardo, uma das estrelas da era Roger, cruzou bola na área e contou com o desvio de Anderson Salles para abrir o placar na Arena. Com o resultado favorável, o time da casa teve ainda mais tranquilidade para trocar passes no setor ofensivo. A zaga vascaína se perdia em campo sob intensa movimentação de Luan e Giuliano durante todo o jogo. Em um dos erros de posicionamento da marcação, Giuliano esticou bola para Pedro Rocha que entrou livre pela esquerda para marcar de bico o segundo gol do Grêmio. Dois a zero aos 36 minutos do segundo tempo.

Estava tranquilo o placar, mas mesmo assim os laterais gremistas saíram de campo machucados. Marcelo Oliveira sentiu fisgada na coxa esquerda e foi substituído por Marcelo Hermes. Os médicos ainda farão exames, entretanto já se trabalha com a ideia de que Marcelo Hermes seja o lateral na próxima partida, terça feira contra o Criciúma na Arena pela Copa do Brasil. A partida de ida da terceira fase da competição poderá ter como destaque também o lateral direito Rafael Galhardo. Galhardo disse à reportagem na zona mista, após o jogo, que está com uma tendinite no tornozelo direito e tomou uma injeção no intervalo.

Esta foi a primeira vitória do Grêmio com a camiseta tricolor após o lançamento do terceiro uniforme azul celeste. Depois que o amuleto degradê foi derrotado pela Chapecoense na semana passada, o torcedor se apóia agora na presença do jovem volante Wallace para manter a boa fase. O Grêmio de Roger ainda não perdeu com Wallace em campo. Após a vitória, Wallace foi questionado na zona mista se seu companheiro de time Edinho tinha razão ao defini-lo como “o melhor volante em atuação no Brasil”. Wallace mostrou humildade e enalteceu o ex-Grêmio Souza e o palmeirense Arouca como os melhores jogadores em sua posição no campeonato. Ainda revelou admiração por jogadores estrangeiros como Pogba, Yaya Touré e Bastian Schweinsteiger: “Assistindo a eles a gente aprende alguma coisa”.