Cabify, nova plataforma de transporte particular em Porto Alegre

Empresa espanhola, semelhante ao Uber, foi testada pelo Editorial J

Texto e foto: Roberta Requia (1º sem.)

thumb__MG_5483_1024 (1)

Unindo tecnologia e inovação, um novo aplicativo de transporte está disponível aos porto-alegrenses desde 16 de setembro. O Cabify é uma nova plataforma similar ao Uber, que atende seus usuários por um aplicativo instalado no celular e o valor da corrida é debitado em cartão de crédito.

Para avaliar o serviço, foi requisitado um carro na rua Marechal Deodoro, no Centro Histórico para se dirigir até a PUCRS, no bairro Partenon. Como o teste foi no primeiro dia de operação, quando havia um desconto de R$ 20 para a primeira corrida, o percurso de 7,6 quilômetros foi gratuito. O valor da corrida ficou em R$18,65, e o veículo demorou cerca de 15 minutos para chegar até o local solicitado.

Muitos dos motoristas do Cabify também são do Uber e testam os benefícios da nova plataforma, já que a recente queda no valor da tarifa pesou diretamente no valor recebido pelos motoristas. Os requisitos da nova empresa são que o motorista vista traje social, que o veículo seja no mínimo do ano 2011 e que tenha cores neutras como branco, preto, cinza ou prata. Além de conter ar-condicionado, rádio mp3, o motorista deve ter a carteira de habilitação adequada a atividade.

A motorista da viagem teste, que já trabalha com o Uber desde janeiro, viu a atividade como alternativa de trabalho depois a filha desenvolveu uma doença autoimune em 2015. “Tive que pedir demissão do trabalho para poder ficar com ela (filha) no hospital. A outra plataforma foi a única opção de trabalho em que eu poderia adequar os horários”. A motorista acredita que a inserção do novo aplicativo em Porto Alegre trará benefícios aos usuários, que terão mais opções de escolha. Isso também vai aumentar a competição saudável entre empresas e motoristas.

Os aplicativos permitem que a motorista trabalhe com as duas plataformas ao mesmo tempo, deixando somente um deles ligado em tempo real. Os aplicativos de transportes em carro particular em Porto Alegre ainda não foram regulamentados, projeto segue em debate na Câmara de Vereadores.