Wikipédia busca colaboradores em Porto Alegre

Aproximar professores, universidades e alunos da maior enciclopédia colaborativa do mundo foi o objetivo da série de palestras organizadas pela seção brasileira da Wikipédia. Com vinte administradores ativos na versão lusófona, a organização vem investindo desde o ano de 2011 no programa Wikipédia no Ensino.

Na plataforma, criada sob os preceitos da Wikipédia na Educação, professores podem cadastrar cursos sobre temáticas que dominam e disseminar a oportunidade convidando alunos que também alimentam interesse no tema. Ao todo, já foram cadastrados 53 disciplinas, a maioria criadas pela comunidade da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

A palestra que fechou o circuito realizado no auditório da Livraria Cultura, na zona norte de Porto Alegre, contou com o professor Fábio de Azevedo, do Departamento de Matemática Pura e Aplicada da UFRGS, um dos administradores de conteúdo do site. Com uma plateia formada por curiosos, colaboradores, editores e professores da universidade, a conversa seguiu uma linha explicativa.

“Nós, que atuamos na verificação do conteúdo postado e editado, sabemos que muitas das pessoas que consultam o material não fazem ideia de como tudo isso funciona”, admite Azevedo. Na palestra de duas horas, ele explicou o surgimento da Wikipédia, o papel dos administradores e outros cargos que atuam no funcionamento da plataforma, como os editores.

A dimensão mundial da Wikipédia a transformou numa fonte completa e acessível de informações, mas, apesar de toda essa popularidade, muitos ainda não a consideram confiável. Azevedo reforça a noção de que nenhuma fonte, seja ela bibliográfica ou digital, deve ser aceita sem reflexão. “É muito difícil controlarmos tudo o que é postado e editado no site. A maior parte, porém, é escrita por pessoas que realmente entendem dos assuntos, citando, inclusive, outras fontes para reforçar a veracidade do que está sendo dito”, explica o professor.

Muito além de apresentar o sistema aos usuários, essa iniciativa visa incorporar esses consultores e transformá-los em editores que, no futuro, podem ser elevados a administradores e contribuir na disseminação dos ideais da organização.

Texto: Carolina Goyer (6º semestre)