Bairro Rubem Berta sofre com saúde precária

As paredes estão bem pintadas, de um verde claro com listras brancas. O corrimão da rampa de acesso e os azulejos são novos. Os vidros das janelas e a porta de entrada seguem limpos, intactos; refletem um vazio interior, sentido pela comunidade, que sofre pela falta de atendimento de saúde de qualidade.

Construída no bairro Rubem Berta, na zona norte da Capital, pelo Governo do Estado, a Unidade de Saúde da Família (USF) Domênico Feoli está pronta há mais de meio ano. A unidade foi erguida em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, através do Programa de Prevenção à Violência. O que trouxe contentamento aos moradores no princípio, virou mais uma decepção com o passar do tempo: o posto de saúde ainda não está funcionando.

Enquanto a nova unidade permanece fechada, os moradores do bairro continuam se sujeitando a longas filas. “O posto foi inaugurado e até hoje não funcionou um dia”, relata a comerciante Cleuza Inácio, 44 anos. Conforme ela, o antigo posto de saúde do bairro está sobrecarregado.

selma garcia, rubem berta, posto de saúde foto: Caroline Ferraz
Aposentada Selma Garcia é mais uma a se queixar: “A saúde está péssima”
A lista de reclamação é extensa. “A saúde está péssima”, se queixa a aposentada Selma Garcia, 71 anos. Ela é a voz da comunidade, que de modo geral vê a qualidade do atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) como precário.

“As pessoas estão morrendo na fila”, exclama Arli José Santos Soares, porteiro de 38 anos. Kelly Rosa, desempregada de 28 anos, afirma não ter sentido uma melhora na qualidade do serviço prestado e qualifica-o: “Muito ruim”.

A prefeitura garante que está colocando o posto em funcionamento. O início do cadastramento da população e algumas atividades pontuais já foram conduzidos pela equipe da unidade Domênico Feoli, segundo a gerência distrital da Secretaria Municipal de Saúde, que também diz já terem resolvido os problemas. A inauguração está marcada para o dia 16 de julho.

posto de saúde, rubem berta, SUS foto: Caroline Ferraz
Prefeitura assegura que a unidade de saúde voltará a operar ainda no mês de julho
“Houve algumas questões relacionadas à obra que tiveram que ser saneadas, pois algumas pendências existentes comprometiam a abertura do serviço. Além disso, a dificuldade na contratação do profissional médico também influenciou neste atraso”, justificou a Gerência Distrital Norte/Eixo Baltazar da Secretaria Municipal de Saúde, por meio de nota.

Texto: Douglas Roehrs (5° semestre)
Fotos: Caroline Ferraz (4º semestre)

Deixe um comentário