Documentário premiado narra as ações de Harald Edelstam no Chile

Chile, 1973. Um sangrento golpe militar derruba o governo constitucional de Salvador Allende. Milhares de pessoas são presas, torturadas, mortas. Em meio ao terror, um embaixador sueco se levanta contra a injustiça. Mais forte do que a diplomacia, a defesa dos direitos humanos prevalece e apresenta para a história Harald Edelstam, o nome da esperança.

O documentário ganhou o primeiro lugar do 30º Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo. A premiação é promovida pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH) e pela Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Rio Grande do Sul (OAB/RS).

O vídeo foi dividido em duas partes.

2 comentários

Deixe um comentário