Pesquisa releva “febre” por vídeos na internet

Os vídeos se firmaram como um dos formatos de conteúdo mais procurados na web. Segundo a Com Score, líder em medições do mundo digital, através do estudo 2012 Brazil Digital Future in Focus, aumentou o número de acessos a vídeos on-line em 74% de 2010 para 2011. No total foram mais de quatro bilhões de visualizações.

youPIX, vídeo, humor, Foto: Daniele Souza
“As pessoas querem se desligar do produto engessado da televisão e ver a Internet”
Para o vlogueiro do Canal Desce a Letra, Cauê Moura, que dá dicas de como fazer um vídeo ser campeão de visualizações na Internet, o fundamental é entender que o público busca conteúdo. Sinceridade nas informações é outro requisito para agradar. “Acho que existe uma carência de conteúdo de forma geral. Além disso, as pessoas querem se desligar do produto engessado da televisão e ver a Internet”, afirma.

Confira também: 
Busca por conteúdos humorísticos cresce na web

Conforme dados revelados no evento youPix, todo mês, 34 milhões de brasileiros acessam sites de vídeo e assistem por 23 horas todo o tipo de conteúdo. A praticidade oferecida por esse formato na Internet conquista o público que tem a possibilidade de montar a própria programação. “Eu tenho um aplicativo no meu celular que me permite assistir a vídeos só do meu time. Assim eu vou direto ao ponto, sem precisar ver um monte de matérias que não me interessam. O que eu quero está ali ao meu alcance”, relata o produtor do programa Pretinho Básico, Maurício Amaral.

youPIX, vídeo, humor, Rodaika, Foto: Daniele Souza
“O conteúdo da televisão, quando bem feito, tem um aval de profissionais que nem sempre tem na web”

Muitos usuários de canais como o YouTube revelam preferência pela comodidade e liberdade que a web oferece, entretanto isso ainda não indica que um dia a televisão possa ser substituída por esse tipo de ferramenta: “A internet serve para disseminar. Lá, você tem a possibilidade de assistir um conteúdo a qualquer horário e essa é uma grande diferença, mas eu acredito que o conteúdo da televisão, quando bem feito, tem um aval de profissionais que nem sempre tem na web”, expõe a jornalista e apresentadora do programa Patrola, Rodaika Daudt.

Rodaika ressalta a importância de acompanhar o que se passa nas mais diversas mídias e manter-se informada. “O fundamental é estar por dentro do que acontece para fazer um bom trabalho, tanto na internet, quanto na televisão”.

Texto: Karine Flores (2º semestre)
Fotos: Daniele Souza (4º semestre)

2 comentários

Deixe um comentário