Torcedores renovam política dos clubes

O futebol é um dos símbolos do país e mexe com os sentimentos do público. Para alguns, apenas estar nas arquibancadas não é suficiente. O desejo de contribuir e participar do clube do seu coração de maneira mais efetiva leva os torcedores para a política.

O caminho é comum entre os times, a busca por uma vaga no Conselho Deliberativo. Este grupo de notáveis decide e vota questões internas, em um papel parecido com o dos deputados. O presidente e outros executivos, como o vice de futebol, têm o seu poder de decisão, porém precisam respeitar as decisões tomadas por esse congresso.

O Editorial J foi atrás destes torcedores para saber um pouco sobre esse desejo de participar das decisões de seus clubes e saber o que os levou a entrar nesse mundo do futebol. Em virtude da importância no Estado, foi escolhido um representante do Grêmio e outro do Inter. Além dos grupos mencionados, existem diversos outros, com ideias diferentes que formam o pensamento dos clubes.

Confira as entrevistas

Pablo Nicolau, conselheiro do Grêmio

Luiz Caldas Milano Junior, conselheiro do Internacional

Deixe um comentário