PUCRS - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

reflita

ELEIÇÕES • 27 de abril de 2017
Chapa Eclipse assumirá a gestão do DCE a partir do dia 1º de maio
Texto: Felipe Vieira Chiamulera (1º semestre)

Com o símbolo do PSOL sendo ocultado pelo Eclipse da chapa 2, a universidade passou por uma eleição no Diretório Central do Estudantes (DCE) cheia de contradições. Brigas entre chapas, impugnação das eleições, sumiço de faixas e impedimento da saída da comissão no dia da contagem de votos, são exemplos deste conturbado momento que a instituição passou nos últimos tempos. Apesar de duas chapas de esquerda terem concorrido às eleições a vencedora foi a chapa 2 – Eclipse, com 47% de aprovação.

No nublado 24 de abril o Editorial J conversou com Matheus Xavier, aluno no 5º semestre de Ciências Econômicas da PUCRS e um dos coordenadores gerais da nova gestão do DCE. Junto de Xavier estavam acompanhando a entrevista seus colegas de chapa. Nas imediações do DCE, de maneira concisa e direta, Matheus projetou a nova face do Diretório. O estudante de 25 anos salientou propostas voltadas a mudar o “cenário partidário” presente nas últimas gestões.

Confira a seguir entrevista exclusiva que Matheus Xavier concedeu ao Editorial J:

 

Editorial J Que eventos vocês pretendem promover na universidade durante a nova gestão?

Matheus Xavier Nós já fazemos eventos na universidade, mas queremos retomar as olimpíadas da PUCRS, promover semanas acadêmicas e trazer palestras que tratem de várias vertentes ideológicas. Creio que, para agregar conhecimento, é preciso ter debates com outras ideologias. Não serão trazidos palestrantes de apenas uma linha ideológica.

J Em que áreas físicas vocês pretendem atuar enquanto gestão?

Xavier Queremos fazer atividades por todo o campus, principalmente o Complexo Esportivo, onde pretendemos promover as Olimpíadas da PUCRS para ocupar esse espaço pouco usado pelos alunos. Também queremos, logo que assumirmos, pôr um posto móvel do TRI dentro da PUCRS.

J – Quais serão os primeiros movimentos que vocês vão fazer no início da gestão?

Xavier – Um dos primeiros movimentos será resolver o problema deixado por outras gestões em relação ao TRI, como os atrasos nas entregas e o extravio de documentos. Como dissemos durante a campanha, uma gestão eficiente: queremos começar resolvendo problemas e terminar resolvendo problemas. Sabemos que vamos entrar com um legado deixado pela última gestão, então queremos resolver essas questões primeiro e depois pôr em prática novas propostas feitas pela chapa 2.

JComo vocês pretendem pôr o posto de recarga do TRI na Universidade? O que vocês caracterizam como atraso em relação ao TRI? Se o TRI atrasar e o aluno receber o dinheiro de volta, ele vai ter que solicitar outro cartão?

Xavier – O ponto móvel de recarga do TRI era um programa realizado pela prefeitura, funcionava com um ônibus da prefeitura que tinha um posto e passava por vários pontos da cidade para os usuários poderem recarregar o cartão, mas atualmente ele está desativado por já poder ser usada a recarga online. Só que a recarga online demora. Pode demorar até três dias para chegar ao cartão. Nós já conversamos com a Prefeitura antes de pôr como proposta da chapa e chegamos à conclusão de que é viável, caso a PUCRS ceda a estrutura de espaço e a internet. Consideramos como atraso quando o prazo de entrega prometido ao aluno expira. Vamos conversar com EPTC a fim de combinar um prazo certo. Após o término desse prazo, o aluno receberá o dinheiro de volta e o processo para fazer o TRI continuará normalmente.

J –Vocês pretendem reformar a parte física do DCE?

Xavier – Nós cremos que, porque tinha um partido no DCE, o lugar precisa ser reformado, para se tornar um ambiente mais transparente. Queremos pintar as paredes para tirar as influências partidárias delas. Também queremos conversar com os estudantes de Arquitetura para planejar o DCE e conversar com a PUCRS para ver se ela autoriza a modificação do espaço do DCE.

J – Como vocês pretendem realizar as próximas eleições?

Xavier – Queremos continuar conforme o estatuto. Convocar uma assembleia para determinar a comissão eleitoral e então definir a data para a eleição que será no ano que vem.

J – Houve algum comunicado por parte da chapa em relação ao fim polêmico das eleições, quando os envolvidos com a chapa 2 não deixaram a comissão sair da PUCRS?

Xavier – Esse foi um erro da comissão, que quando terminou as eleições queria segurar uma semana a ata com eles. O certo seria entregar a ata logo que ela fosse publicada. Mas foi tudo resolvido. Ninguém iria brigar sem motivos.

J – Vai haver intervenção por parte do DCE nas eleições dos centros acadêmicos?

Xavier – Não será uma intervenção. Nós vamos suportar as eleições para que ocorram da forma mais correta possível, conforme o estatuto de cada centro acadêmico e com alguma estrutura, caso precise.

J – Na página da chapa 2 no Facebook diz: “As últimas gestões tiveram como único objetivo a promoção de partidos e movimentos políticos externos aos limites da Universidade.” Algumas pessoas da chapa 2 têm ligação com partidos como PMDB, PSDB e PSL. Como vocês pretendem fazer para que isso não se repita?

Xavier – Sempre tentamos deixar bem claro que nós não somos contra nenhum tipo de opinião política, só não queremos que ideologias políticas interferissem num Diretório Central. Já que o Diretório Acadêmico representa quase 30 mil estudantes, vamos continuar neutros nessa questão de opinião política. Não queremos que partidos interfiram em pautas do DCE. Queremos um DCE para o estudante. Se isso vir a acontecer com alguém da chapa, não vamos afastar, mas vamos gerir sem levantar bandeiras, mantendo a política do Diretório mais transparente.

J – Como vocês pretendem gerir a ouvidoria do DCE? Vai ser um espaço aberto para todos os tipos de pensamentos?

Xavier – Para a ouvidoria vamos abrir um canal que o DCE, na nossa opinião, ainda não tem via Facebook, Whatsapp ou pessoalmente, para o estudante propor novas ideias e poder dialogar diretamente com a gestão, que avaliará a proposta sem preconceitos com opiniões divergentes.

Recomendadas
Comentários

Os comentários estão desativados.