Exposição transporta a periferia de Alvorada para o centro de Porto Alegre

A exposição dos fotógrafos Jorge de Aguiar e Tadeu Vilani traz aos olhos da capital recortes do cotidiano do bairro Umbu, de Alvorada, e pretende transcender esteriótipos ao representar a dignidade da vida na periferia. Os retratos monocromáticos estão emoldurados em carcaças de televisão e expressam a vontade dos fotógrafos de inspirar um novo olhar para uma comunidade estigmatizada pela sociedade e pela mídia em função da violência e do tráfico de drogas. A instalação pode ser visitada até o dia 19 de outubro no Centro Cultural Erico Veríssimo, e a entrada é franca.

“Queremos fazer um resgate da auto-estima do morador, que está acostumado a ver o nome do bairro somente em matérias policiais no jornal”, explica Jorge de Aguiar. A negação e a falta de percepção da identidade são marcas dessa comunidade, que pode estar cega para as próprias potencialidades, interpreta.

De janeiro a maio deste ano, os idealizadores do projeto percorreram as ruas do Umbu para documentar cenas do cotidiano da região e promover a exposição que, segundo os fotógrafos, hoje traz orgulho para muitos moradores. “Isso que o Aguiar e o Tadeu fizeram é um presente pra nós. Estamos em uma galeria no centro de Porto Alegre e as pessoas podem nos ver. A gente pode se enxergar diferente”, comenta Dj Cruel, morador do bairro. Apesar de revelar seu nome, Antonio Carlos, não apresenta seu sobrenome e afirma apoiar sua identidade pela função artística que desempenha na comunidade, uma figura do hip-hop.

A curadoria é de Ricardo Chaves, fotógrafo e editor do Almanaque Gaúcho do jornal Zero Hora.

Exposição Umbu – Coletivo Milvus
Local: Centro Cultural Erico Veríssimo, Sala O Arquipélago, 1º andar.
Quando: 22 de setembro a 19 de outubro
Quanto: Entrada franca

Texto: Bruna Valentini. Foto: Divulgação.